Educação

Referência a uma tabela periódica dos elementos para identificar o número de elétrons no átomo em questão. Por exemplo, o selênio, o selênio, tem um número atómico 34. Isto significa que um átomo de selénio neutra contém 34 protões do núcleo, 34 neutrões no núcleo e 34 electrões que rodeiam o núcleo.

Conte com uma linha pelo elemento em questão e, em seguida, identificar o gás nobre, na extremidade direita da coluna. Este é o ponto de partida para escrever a configuração eletrônica do seu átomo. Faça uma nota entre parênteses o símbolo do gás nobre. No caso de selênio, que reside na quarta linha, movendo-se para a terceira fila e da extrema-direita indica que a configuração inicial dos elétrons será o de argônio, Ar, escrito [Ar]. Isto significa que o selénio irá apresentar uma configuração electrónica idêntico ao de árgon, durante os primeiros 18 electrões ocupam as suas orbitais.



Subtrair o número de elétrons no átomo em questão pelo número de elétrons em gás nobre. No caso de selênio, com 34 elétrons, subtrair elétrons de Argon 18 34 elétrons de selênio: 34-18 = 16. Dezesseis elétrons ainda devem ser contabilizados.

Contar as linhas da tabela periódica para a linha do elemento considerado. Este é o número quântico principal, n, do elemento. No caso de selénio, o qual está em linha 4, n = 4.

Escrevendo o resto da configuração eletrônica adicionando orbitais de elétrons na ordem (n) s (n - 1) d (n) p, tendo em conta que S, D e orbitais p pode acomodar um máximo de 2, 6 ou 10 elétrons, respectivamente . No caso de selênio, 16 elétrons devem ser contabilizados. A configuração resultante é então 4S2 3d10 4P4. Note-se que o segundo número na configuração total de notação 16: 2 + 10 + 4 = 16. Isto significa que todos os 34 elétrons de selênio foram contabilizados. A notação gás nobre completo para a configuração eletrônica do selênio é, então, [Ar] 3d10 4S2 4P4.