Educação

Certifique-se de que o que você está recebendo é osso. Outros materiais, como o coral, madeira e pedra, por vezes, pode assumir a forma de osso fossilizado. O osso tem uma textura muito original que muda com o envelhecimento. Certifique-se que você está familiarizado com essa textura.

Obter um bom guia. Um bom guia é a melhor ferramenta para identificar fósseis e ossos fósseis que você pode encontrar. Um livro como o "National Audubon Society Guia de Campo para fósseis da América do Norte" apresenta fotografias e texto com informações sobre o tamanho, período geológico, distribuição geográfica e ecologia de quaisquer fósseis de animais ou plantas que você pode encontrar.



Sabendo-se que as espécies que vivem em sua região geográfica. Consulte o manual para saber quais espécies podem ter vivido na área onde você encontrou o osso fossilizado. Conhecer a distribuição geográfica das espécies pode ajudar a diminuir o que animais o osso poderia ter pertencido.

Confira os mapas geológicos em seu guia para descobrir a idade da rocha onde você encontrou a sua amostra. Você pode ser capaz de excluir determinadas espécies de saber quantos anos o rock é e quais espécies viveram durante o período de tempo.

Procure fósseis nas proximidades. Fósseis nas proximidades, incluindo outros animais, pegadas ou as fezes podem dar pistas sobre o habitat do osso animal que você está tentando identificar. Reunir provas e consultar o seu guia para tentar identificar ainda mais o seu osso.

Fazê-lo analisado por um profissional. Se você já usou todos os recursos e ainda não é possível identificar o osso fóssil, levá-la a um especialista em sua área que pode ser capaz de ajudá-lo. Você pode ligar para uma universidade na sua cidade e perguntar se eles podem encaminhá-lo a um cientista especializado em fósseis.