O Jubileu de Ouro

Na 545,67 quilates - um quilate equivale a 200 miligramas - o Jubileu de Ouro é atualmente o maior diamante lapidado na existência. Minado na África do Sul, em meados da década de 1980, em seu estado bruto para a pedra pesava 755 quilates. Ele foi originalmente conhecido como o Brown Sem nome por causa de sua cor, classificado como "amarelo-marrom fantasia." A faceta foi supervisionado pelo joalheiro Gabi Tolkowsky, e rebatizou a jóia foi apresentado ao rei da Tailândia em seu aniversário de 50 anos em 1997. As estimativas de seu valor executado até US $ 12 milhões.

O Cullinan I

Também conhecido como o "Estrela da África" ​​no 530,20 quilates Cullinan I é o maior diamante incolor no mundo. É chamado de "Cullinan I," porque era o mais pesado dos nove grandes diamantes lapidados por uma pedra gigante de 3,106.75 quilates encontrado em 1905 em uma mina Sul Africano pertencente a Sir Thomas Cullinan. Formado em uma corte de pêra elegante de Amsterdam IJ Asscher e Co. joalheiros, o Cullinan I foi comprado para o aniversário 66 do rei Edward VII da Grã-Bretanha, que tinha que definir na cabeça do Cetro Real. Ela agora reside na Torre de Londres e as Jóias da Coroa, e tem um valor estimado de US $ 400 milhões.

O Incomparável 

Originalmente uma forma maciça, mas irregular de 890 quilates, esta pedra amarelo smoky foi encontrado por uma menina em uma pilha de entulho descartado por uma mina de diamantes na cidade de Mbuji Mayi, na República Democrática do Congo - ex-Zaire - em 1980. A pedra bruta foi cuidadosamente estudado por quatro anos na esperança de que ele irá produzir uma jóia acabada maior do que o Cullinan I, mas no final a versão facetada foi um pouco 'menor em 407,38 quilates.

O Cullinan II

Esculpida pelo diamante enorme em bruto como o Cullinan I, II Cullinan pesa 317,40 quilates. Embora ambos compartilham os mesmos brilho pedras incolores, os cortes são muito diferentes - Cullinan I é em forma de pêra, que Cullinan II tem um corte "almofada" ao quadrado. Ele está incorporado na Coroa Imperial da Grã-Bretanha e, como o Cullinan I, está em exposição com as jóias da coroa.

O Espírito de Grisogono

Minado em África em algum momento durante 1980, o Spirit of de Grisogono é de 312,24 quilates, o maior diamante negro conhecido de existir, apesar de ser o quinto maior diamante do tipo. O nome vem de joalheiros suíços e especialistas em diamantes negros De Grisogono, que teve a pedra feita em uma alta cúpula corte "Mughal" e definir em um anel de ouro branco com 702 diamantes brancos outros.