Tal como acontece com outras doenças gastrointestinais, no caso de pacientes com Diverticulite Uma mudança na dieta será essencial para garantir a recuperação adequada. Por esta razão, alguns tipos de alimentos devem ser removidos, enquanto o aumento da necessidade de comer a outra favorece a redução dos pacotes no intestino grosso. No site que explicam em detalhes o que comer quando você tem diverticulite.

    O que comer quando você tem diverticulite

    

    É muito importante que, se você sofre desta condição, e acima de tudo a dieta ajustes que você aumentar sua ingestão de fibras gradualmente, como se suspeita que uma das causas para o aparecimento desta doença é a falta de fibras na dieta. Portanto, recomenda-se consumir:

      Frutas e vegetais frescos, porque são alimentos ricos em fibras pode promover significativamente o tratamento desta doença, mas é essencial para ir devagar para medir nossas reações instintivas. Alimentos como o mamão, bananas, maçãs ou peras (com a pele) são adequados. Quanto à ingestão de cenoura vegetal ou legumes cozidos levemente é recomendado, evitando o alto teor de fibras, tais como brócolis, espinafre ou acelga, pois pode ser muito irritante. Cereais como arroz e trigo. Como a farinha é preferível escolher as integrais. Proteínas magras, como peixe, carne não é muito gordo, frango e peru. Sopas e caldos desidratados sem preparações leves e caseiros também são recomendados. O leite de soja, de arroz ou de amêndoa. Chá digestivo. Tubérculos, como batata e mandioca O azeite de oliva. 2 litros de água por dia.

    que não comer quando você tem diverticulite

    Existem muitos alimentos que são recomendados Não coma com diverticulite, porque pode ser muito irritante. Entre eles:

      Leite e produtos lácteos, verduras recomendada produtos substitutos como o leite de soja ou arroz. Alimentos gordurosos, como frituras, junk food, salsichas e patês. As frutas cítricas e sucos Nozes e sementes. Milho e pipoca. Legumes, contêm muita fibra. O açúcar refinado, farinha processada, bolos e doces. Legumes, como tomate, brócolis, repolho, couve, acelga ou espinafre. As pequenas frutas, como morangos, framboesas ou sementes de kiwi. Molhos e condimentos irritantes, como mostarda, vinagre, pimenta, temperos fortes e picles. Refrigerantes, bebidas alcoólicas, chá e cafeína em grandes quantidades.